Medicina Narrativa

Medicina Narrativa e a sua relação com a hanseníase

A medicina narrativa é uma abordagem mais singular do paciente, algo que exige que o profissional da saúde seja capaz de auscultar vivências por meio das narrativas. Dentro desse cenário, é importante pontuar que a hanseníase por ser uma doença negligenciada, apresenta diversos preconceitos sociais que levam a mudanças drásticas no cotidiano de indivíduos em tratamento, determinando o processo de adoecimento e possíveis complicações que essas pessoas possam ter. Com isso, a história da doença e o cuidado a ser feito devem ser vistos como processos socialmente construídos, que são melhores compreendidos diante os relatos de cada paciente. Sendo assim, a medicina narrativa atuaria como agente do ensino da saúde por permitir o desenvolvimento de competências que ajudem a visualizar todo o contexto singular em que a pessoa com hanseníase vive, para assim, estabelecer a melhor linha de cuidado a ser adotada dentro do sistema de saúde.

A utilização da medicina narrativa como recurso didático para o ensino da saúde sobre hanseníase pode ser um avanço para a construção de discussões mais profundas quanto a experiências de adoecimento vividos por esses sujeitos, mas que muitas vezes, são deixadas de lado diante um enfoque maior para o caso clínico da doença do que para o indivíduo e contexto envolvido. Dessa maneira, a medicina narrativa poderia criar um elo empático e de humanização dessa relação entre estudante/profissional de saúde e indivíduo acometido com a doença, de modo similar ao apresentado no estudo de Benedetto e Gallian (2018). Para esses autores,  a partir da medicina narrativa, foi possível obter uma análise sobre as reflexões dos estudantes diante das histórias de vida dos pacientes e de suas narrativas, além de permitir o desdobramento de emoções e sentimentos voltados para a formação de vínculos entre eles e os pacientes atendidos. Dessa maneira, enxerga-se na medicina narrativa um caminho para re(orientar) a formação em saúde sobre hanseníase.

Para conhecer mais sobre a experiência da pessoa com hanseníase, indicamos alguns documentários disponíveis no Youtube:

Paredes Invisíveis – Hanseníase Região Norte; Caco Schmitt e Vera Rota (Brasil, 2013, 37′)
Paredes Invisíveis – Hanseníase Região Nordeste
%d blogueiros gostam disto: